Para além do que se vê: Coletivo Projetação

Junho de 2013 entrou pra história. Mesmo que não para os livros de história do Brasil, o que hoje em dia diz muito pouco ou quase nada sobre o que acontece no mundo aqui fora, convenhamos. O importante é que em meio a tanta efervescência surgiu um monte de ideia/movimento/ação que a gente quer mais que cresça, apareça e não saia mais de cena, como o Coletivo Projetação, uma ideia de ocupação urbana visual forte e incisiva.

projeta6

Conversei com a galera pra saber mais, ó:

1- Como surgiu a ideia de levar o audiovisual para a rua como instrumento político ?
Sentimos que faltava uma mensagem para fechar o contexto estético das fotografias das multidões nas manifestações de junho de 2013. Além disso, podemos nos expressar e provocar reflexão de forma pacífica furando a maioria dos bloqueios da ditadura que vivemos.

2- Um ano depois da onda de protestos, como vocês avaliam o papel de vocês nesse momento de transição do país?
Nos consideramos apenas um canal, uma plataforma de projetação. Nosso objetivo é ampliar a visibilidade dos excluídos e gerar reflexão nas pessoas. Acreditamos que a nossa sociedade só viverá uma grande transição a partir do engajamento popular, democratização do poder, da educação, da comunicação.

projeta5

3- O que significou pra vocês o sucesso da campanha no Catarse? Que tipo de retorno vocês recebem das pessoas que chegam até vocês?
Significa que poderemos ampliar ainda mais a reflexão e o debate político. Simbolicamente, foi uma aprovação do nosso trabalho pela sociedade e agora, pela primeira vez, teremos um equipamento comprado pelo povo para ser utilizado pelo povo. Como nosso conteúdo trata da realidade e somos muito diretos, nosso índice de aprovação é elevado, o que nos deixa feliz.

4- Quando surgiu a ideia de estimular as pessoas a idealizarem seus próprios protestos audiovisuais?
Desde o início o objetivo do Projetação é democratizar a comunicação. Desde a primeira vez que fomos ás ruas para projetar, buscamos não ser os donos do discurso. Tentamos apenas amplificar algo tão latente para uns e invisível para outros. Estimular de forma mais articulada, foi no dia 7 de setembro. Aqui dá para conferir o registro dos três projetaços que realizamos.

projeta4

5- Quais são os próximos planos?
Pretendemos ampliar ainda mais nossa rede, mostrando o quanto é fácil projetar. É importante deixar claro que o problema daqui são os mesmos de lá. Além disso, estamos nos planejando internamente para atender ainda mais demandas. Estamos comprando os equipamentos da lista da campanha, entre outros. Estamos ansiosos!

6- Último alô:
É importante frisar que o Projetação é tocado por pessoas comuns. Caso a sua praia não seja projetar, sugerimos procurar alguma forma de contribuir socialmente, seja fazendo trabalho voluntário, dedicando seu tempo para as pessoas, plantando árvores, compartilhando informação ou jogando a luz, o mais importante é contribuir de alguma forma, sentir que está fazendo algo além do seu umbigo. Isso é gratificante!

projeta3

Vida longa ao Coletivo Projetação, que sigam inspirando e democratizando estéticas!

Leave a Comment